> Melninas: Janeiro 2017

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Favoritos de Janeiro

Os dias passam tão rápido que a gente costuma nem perceber o que acontece, né? Quando vemos, já estamos escutando outras músicas, e lendo outros livros, e usando outros produtos, assistindo outros filmes, essas coisas todas. Pensando nisso, resolvi trazer um post de favoritos a cada mês, pra saber que livro li, que música escutei, que filme vi, essas coisas.


Decidi que as categorias serão: Livro, Música, Aplicativo, Blog, Produto [cabelo, make, etc], Filme, e Texto [porque eu tô com uns textos maravilhosos salvos aqui e O MUNDO tem que ler. Depois, se for percebendo outras coisas, vou adicionando aqui. E se vocês tiverem sugestões de novas categorias, comentem <3

1. Música 

Quando eu estava planejando esse post, ia colocar 1000 hands (da Fifth Harmony) porque escutei muito essa música durante o mês inteiro. Mas, agora, nesse momento que estou escrevendo, estou escutando o CD Problema Meu, da Clarice Falcão. Já escutei quase o CD inteiro e ELE TEM QUE SER MEU FAVORITO. Então, a música desse mês é: O CD INTEIRO DA CLARICE FALCÃO!!


Ai você pode escutar o álbum completo, mas se estiver sem tempo, escuta Vagabunda, Clarice e Eu Sou Problema Meu. Confesso que prefiro o Monomania mais pelos arranjos, o mais "voz e violão", mas as letras deste estão incríveis!! Ah, e escutem também o clipe da versão dela de Survivor, que também é incrível!

2. Livro 

No post das Coisas boas pra 2017, eu disse que queria ler todos os livros da estante e ler no mínimo 12 livros ao ano, certo? Pois bem, está dando certo e esse ano eu já li 2, e um deles é meu favorito desse mês. É o Feliz por Nada, da Martha Medeiros, que eu até fiz resenha aqui no blog. Virou meu favorito pela simplicidade dele, facilidade de leitura e muitas outras coisas que eu contei lá na resenha ;)



Esse é um dos meus trechos favoritos do livro e vocês podem vê-lo na crônica Contigo e Sentigo (uma das minhas favoritas do livro).

3. Aplicativo

Ai gente, desculpa, mas vai ser o mesmo aplicativo do outro Favoritos do Mês kkkkkk porque foi o único aplicativo que eu baixei esse mês. E é o Garfield's Dinner, porque gente, esse jogo viciaa muito! É basicamente o restaurande do Garfield que você tem que servir o pessoal lá e ir passando de nível, mas vicia demais! 

Esse é só pra se distrair, mas você quer dicas de aplicativos realmente úteis? Já fiz um post indicando 5 apps que facilitam a vida das blogueiras e 5 apps que eu uso (esses úteis), kkk. 

4. Blog

Nessa categoria vão ser dois: O da Leticia, Leticia e os 13 (que vocês já estão cansados de ver eu indicando ele aqui) e o Acesso Permitido, um que eu conheci acho que esse mês, que é maravilhoso, vivo por lá, sempre!



Amo muito os dois <3

5. Produto 

Eu queria muito algum produto de Camomila, que dizem que realça a cor do cabelo, deixa mais claro, essas coisas, e eu queria testar. Acabei comprando o condicionador e o creme de pentear da Gota Cosméticos, e amei tanto que ele virou meu favorito. Só não comprei o shampoo de camomila deles porque não achei, mas comprei de outra linha também da Gota.

Além de realmente realçarem e muito a cor do cabelo e deixar mais claro, também deixa o cabelo muitooo macio, solto, aquela sensação de "leve", sabe? O cheirinho é maravilhoso e eu já estou percebendo a diferença na cor também <3. Ainda quero fazer resenha aqui porque amei muito <33

6. Filme

Me matem, eu nunca havia assistido o famoso (500) dias com ela, mas ontem criei vergonha na cara e procurei aqui pra assistir. E que filme maravilhoso!! Recomendando aqui pra quem não viu ainda tratar de ver, e quem já viu rever porque é maravilhoso. Vocês podem ver neste link aqui.

Sabe o que é mais legal? Que mostra o amor na real, como ele é. Chorei horrores de madrugada assistindo, e na vida eu sou o Tom!! kkkkkkkk

7. Texto

Acho que em todos os favoritos essa categoria vai pertencer a página dos Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente, que sempre tem os textos mais lindos do mundo e que me arrancam lágrimas a qualquer hora. O meu preferido de hoje são esses ensinamentos ai, que foram como tapas na minha cara. Curtam, curtam, curtam!



Você pode clicar aqui pra ler o texto inteiro lá na página.

Esses foram meus favoritos. E quais os favoritos de vocês? Já conheciam algo dessa lista? Me contem!

Post anterior: Playlist de Janeiro
Você também pode gostar de: Favoritos de Junho

ONDE ME ENCONTRAR

Facebook | Instagram

Por favor, clique aqui e responda a nossa Pesquisa de Público 2017 <3

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Playlist de Janeiro

Música é uma coisa que faz parte da minha vida sempre, em tudo, todas as partes, todas as fases. O que eu faço, eu faço escutando música. Por esse motivo, decidi trazer a playlist do mês a cada mês, para ver quais as músicas que eu mais escutei, e tudo mais. Porém, tenho um problema: não escuto músicas novas kkkkkkkkk. Só venho escutar a música depois de muito tempo de lançada, então vocês não vão ver aqui muitas músicas novas (talvez algumas). 

A melhor maneira que eu achei de trazer a playlist pra cá foi colocar o link direcionando para elas no YouTube, mas se vocês acharem melhor de outra forma, é só comentar que eu vejo como é melhor :). Ah, e como vocês puderam ver em alguns dos posts, esse mês foi bem de bad (virão muitos textos por ai), e as músicas não poderiam ser diferentes. Vários lenços gastos, haha.
  1. 1000 hands (Fifth Harmony) [causa da minha bad de cada dia]
  2. Out of the Woods (Taylor Swift) [e o clipe? choro horrores]
  3. Como nossos pais (Elis Regina) [sou velha sim]
  4. Barquinho de Papel (Anavitória) 



























Essas 4 primeiras não são tão novas, mas não deixam de ser maravilhosas. Achei um vídeo legendado (esse da foto) e todo dia assisto de tão lindo. Gente, e eu escutando Elis, haha (escutem, é maravilhosa!)
















































Tenho escutado muito Amy, se pudesse a playlist seria inteirinha dela! Ainda vou fazer uma playlist só com as minhas favoritas da Amy. 
Lana já é clássica de todas as bads da vida, e essa frase ai mais ainda. "Nós dois sabemos que não está na moda me amar." 
A fala do clipe da Selena Gomez é a coisa mais linda e sincera. Ela falou em uma rádio que aquela conversa era mesmo real, uma conversa com ela mesma na frente do espelho. Choro horrores quando escuto. 




Bom pessoa, essa foi a playlist. Cês conhecem alguma dessas músicas? Gostam de alguma? Não gostam de qual? Ah, e quais foram as músicas que cês mais escutaram em janeiro? Me contem! 

Post anterior: utopia
Você também pode gostar de: Meus 5 covers favoritos

ONDE ME ENCONTRAR


segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

utopia



eu queria ser forte o suficiente pra muitas coisas.
queria ser forte pra te escrever isso sem ter o rosto encharcado de lágrimas.
queria ser forte pra ouvir "when you're gone" sem chorar
e eu queria tanta coisa
mas eu queria, principalmente
verdadeiramente
do fundo da minha alma
que você estivesse comigo.

queria ser forte pra levar a sério quando digo a mim mesma
que eu te superei
queria ser forte
pra não chorar as 03:00am
quando todos dormem

eu só queria ser forte
pra tua ausência não me sufocar mais
queria ser forte
pra não gritar teu nome de madrugada, no travesseiro

queria ser forte o suficiente pra muitas coisas
queria ser forte pra não chorar sempre que lembro do teu nome
e de como você foi cedo demais
como todo mundo

que eu sempre lembro da tua voz ao me falar de como você o amava
e lembro de como você entregou seu coração pra ele
e de como ele quebrou.
e de como eu ajudei a consertar. pedaço por pedaço. parte por parte. caco por caco.

eu queria ser forte o suficiente pra ir embora
queria não te enviar mensagem as 04:00am
queria não chorar sempre que você trata essa mensagem com indiferença.
que eu lembro de quando eu era prioridade pra você.
por que acabou?

eu queria muitas coisas.
queria ser forte o suficiente pra que meu rosto não molhasse mais enquanto eu te escrevo isso.
queria ser forte.

Utopia: s.f. Que está no âmbito do irrealizável; que tende a não se realizar; quimera, sonho; fantasia

***


sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Wishlist: Loja Gringa StyleWe

Quem acompanha o blog sabe que eu amo mostrar pra vocês as lojinhas gringras que acho por aí, né? Pois bem, conheci essa loja maravilhosa que é a StyleWe (clique para ver) de roupas e vim mostrar, como sempre, minha wishlist pra vocês. Lá tem vestidos, tops, casacos, e o melhor: alguns possuem frente grátis! Ah, vocês também podem visitar a JustFashionNow.

Whoever accompanies the blog knows that I love showing you the little stores that I find around, right? Well, I met this wonderful store that is the StyleWe (click to see) of clothes and I came to show, as always, my wishlist for you. There are dresses, tops, coats, and the best: some have free front! Oh, you can also visit JustFashionNow.




















1. Long Kimono (clique para ver)

Já fiz outro post aqui sobre Kimonos e vocês sabem como eu os acho lindos. Na StyleWe eles possuem uma grade diversidade de Kimonos, e estes são os meus favoritos:

1. Long Kimono (click to view)

I already made another post here on Kimonos and you know how I think they are beautiful. In StyleWe they have a diverse range of Kimonos, and these are my favorites:



Escolhi a maioria assim "leves" porque é o meu gosto, gosto mais assim. Mas lá vocês encontram dos mais diversos tipos, preços e tamanhos.

English: I chose the most so "light" because it is my taste, I like it more like that. But there you find the most diverse types, prices and sizes.


2. Vestidos 

Eu amo vestidos de todos os tipos e na StyleWe tem uns lindos, mas os meus preferidos são os mais "verão":

I love dresses of all kinds and in StyleWe have some beautiful, but my favorites are the most "summer"







  Lindos, né?

Beautiful right?

1. $78.00 | 2. $68.00 | 3. $68.00

Ah, eles também tem um blog e fizeram um post listando as bolsas clássicas que nunca saem de moda, que vocês podem ver clicando aqui (click this link)

E aí? Vocês gostaram da minha Wishlist da StyleWe? Já conheciam? Comentem!

Até o próximo post :)

Oh, they also have a blog and made a post listing the classic bags that never go out of style, which you can see clicking here (click this link).

What's up? Did you like my StyleWe Wishlist? Did they already know? Leave a Reply

Until the next post :)

Próximo post: Utopia 

ONDE ME ENCONTRAR

Atenção: Este é um post publi. Se você deseja ter um publi da sua loja/site aqui, entre em contato com melfalcaosoares@outlook.com :)
 Warning: this is a publicity post. If you wish to have a post about your store here, contact melfalcaosoares@outlook.com

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Resenha: Feliz por Nada (Martha Medeiros)







Informações do livro                                                                     
 Feliz por nada


Martha Medeiros
144 páginas
Crônicas brasileiras

ONDE COMPRAR
Dentro de um abraço é sempre quente, é sempre seguro. Dentro de um abraço não se ouve o tic-tac dos relógios e, se faltar luz, tanto melhor. Tudo o que você pensa e sofre, dentro de um abraço se dissolve.” É com a força transformadora de um abraço que Martha Medeiros abre este novo livro de crônicas e é com a mesma singeleza e olhar arguto para o cotidiano que a escritora ilumina algumas das questões mais urgentes do século XXI. A destacada romancista, cronista e poeta, que já teve obras adaptadas para o cinema, para a tevê e para o teatro, fala aos leitores com a sinceridade de um amigo e materializa as angústias e os anseios da sociedade pós-tudo, que vive acuada sob o grande limitador do tempo. Nesta coletânea de mais de oitenta crônicas, Martha Medeiros aborda temas muito diversos e ao mesmo tempo muito próximos do leitor. A autora tem o dom para aproximar assuntos por vezes fugidios – como é próprio do cotidiano – de questões universais, como o amor, a família e a amizade, e criar lugares de reconhecimento para o leitor, como ao falar de Deus, dos romances antigos e novos, da mulher, de escritores e cineastas que são imortais, de se perder e se reencontrar, do que a vida oferece e muitas vezes se deixa passar. “Feliz por nada”, afirma Martha Medeiros, é fazer a opção por uma vida conscientemente vivida, mais leve, mas nem por isso menos visceral.
Este foi o primeiro livro que eu li em 2017 e meu primeiro desta autora. Confesso que me apaixonei já nas primeiras 3 crônicas. "Feliz por Nada" reúne mais de 80 crônicas da Martha Medeiros. E o mais incrível é que são crônicas bem diversas. Tem as que fazem você rir, outras que dá vontade de chorar, umas fofinhas sobre o amor e outras que expressam a realidade. 

Mas no geral, são crônicas sobre momentos do nosso dia a dia que nos fazem perceber a mágica das situações e o que nós podemos levar delas. Com "Feliz por Nada", eu pude refletir sobre o quanto um abraço é bom, sobre os casais das novelas que tanto amo, sobre os sons incríveis da vida, como o som do primeiro "Eu te amo".








Num tempo tão conturbado e cheio de preocupações como o que nós estamos vivendo agora, o livro da Martha Medeiros é como aquele café que você toma depois de um dia cheio: acalma, tranquiliza, tem a mágica de tornar as coisas um pouco mais simples, quando nós as complicamos tanto.

Eu não o li todo de uma vez como costumo fazer com os outros livros, e isso foi o legal dele. É muito bom você ler algumas crônicas cada dia e apenas pensar ou dar risada sobre aquilo, sabe? Não é como um peso, é como algo natural. Por isso que eu estou me apaixonando tanto por crônicas, pois está me ajudando a ver a grandiosidade das coisas simples do cotidiano.

E aí vai minha passagem preferida do livro, na crônica "Contigo e Sentigo":

Ah, gente, vai! Vocês sabem que eu sou uma romântica incurável, não havia como deixar de colocar essa passagem. Ai vão as minhas crônicas favoritas pra quem comprar o livro já ir direto nelas:
  1. Iolandas e copolas
  2. O amor que a vida nos traz (ESSA É TIRO)
  3. Carta ao Rafael
  4. A era do compacto
  5. Sons que confortam (AMO)
  6. Em que esquina dobrei errado?
  7. Contigo e sentigo
Ah, gente, quase coloco todas! Martha, se tu tiver lendo, me apaixonei, mulherrr!! Sério, gente, isso não é nem resenha, é indicação na cara dura mesmo. Leiam, leiam, leiam. Até quem nunca teve muito contato com crônicas deve ler, a linguagem é bem simples e tranquila.

Bom, gente, é isso. Super indico o livro e já quero outros da Martha. E vocês? Já leram? Conhecem? Me indicam algum de crônicas? 

Você também pode gostar de: Resenha - O diário de Bella

ONDE ME ENCONTRAR



quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Natal Solidário - Boneca por um dia

Vocês lembram que no ano passado eu fui Chapeuzinho Vermelho por um dia em um evento que nós fizemos aqui na minha cidade? Pois bem, esse ano foi realizado outro evento com outro objetivo: doar cestas básicas e brinquedos para famílias e crianças carentes da região. Dessa vez, fui de boneca, e trouxe novamente as fotos pra vocês <3 Foi um dos dias mais especiais deste ano. 

E o melhor foi que os alimentos e brinquedos foram arrecadados por todos da minha escola. Cada um teve uma participação nesse evento tão lindo. Tinha boneca, carrinho, ursos, todos os brinquedos doados em bom estado para fazer outras crianças felizes! <33

Eu toda de boneca lá, haha <33 Melhor momento: o banheiro cheio de bonequinhas se arrumando kkk <3

Nota: Essa meia-calça nem era minha e eu rasguei sem querer no fim. desculpa, molier kkkkkkkkkk

Meu príncipe mais lindo <3


Bonequinhas das mais diversas e esses palhaços maravilhosos <33

Tinha um pessoal representando a saúde lá: pra pesar, tirar pressão, essas coisas. 

Turma linda <3

Olha que criança felizzzz, adorei o pula-pula haha, sonho realizadooo <33

E é com a melhor foto que eu encerro esse post. Essa menininha da foto é a Emily, uma amiga linda que eu fiz por lá. Me derreti com a espontaneidade dela ao dizer pra mim: "você é bonita", e aos seus olhinhos brilhando ao eu lhe dizer que ela também era linda, linda, mais que linda! Vocês sabem que essa época não estava sendo das melhores pra mim, e ver o sorriso da Emily, o sorriso de todas as crianças, me deu um pouco mais de energia pra aguentar aquela temporada.

Que nós possamos pensar nas nossas crianças, nos seres humanos, todos os dias, e não só no natal. A vida é isso: amor!

Gostaram? O que acharam da nossa caracterização, haha?

Não sei quem você é, mas espero que tenha um dia incrível hoje! <3

Post anterior: 17 coisas boas pra 2017

ONDE ME ENCONTRAR




segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

17 coisas boas para 2017

Não gosto muito dessa coisa de metas, sabe. Acabo que eu me sinto presa a elas e no fim frustrada se não cumprir. Então eu resolvi fazer diferente: estipular coisas boas. Listei 17 coisas boas para 2017 <3. Ano passado, das 16 metas do post (clique para ver), eu cumpri 7. Hahaha, e parece uma coisa: as metas que eu não cumpri, aconteceram completamente o contrário. Parei com o blog, não soube lidar com a escola nova, perdi minha identidade, etc. Mas esse novo ano traz com ele muita positividade, então vamos lá! <3
































  1. Continuar com o blog
  2. Seguir com o plano de leitura diária da bíblia
  3. Não ficar de recuperação 
  4. Conseguir lidar com a escola (DESTAQUE)
  5. Não ficar com nenhum livro pendente na estante (tem um monte esperando pra ser lido, gente)
  6. Entregar os trabalhos escolares em dia
  7. Ler 12 livros no mínimo (ao menos 1 por mês
  8. Conhecer novas músicas (PRECISO ESCUTAR ARTIC MONKEYS)
  9. Assistir ao menos 3 episódios de Gossip Girl (essa é séria, não consegui chegar nem a metade do primeiro)

  1. Não me deixar perder
  2. Me afastar de pessoas negativas
  3. Não ficar triste por bobagens
  4. Praticar redação
  5. Estudar muito (isso inclui não dever pontos)
  6. Me manter organiazada
  7. Ser eu mesma, ser feliz.
  8. Manter boas amizades


Não adianta de nada fazer metas se não praticarmos todos os dias. Vai dar certo, vamos na fé. Estamos indo bem. Estamos sim. <3

Quais as metas de vocês? Se identificaram com alguma minha? Me falem!


ONDE ME ENCONTRAR

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

16 coisas boas que aconteceram em 2016

Com esse ano tão conturbado na minha vida - como vocês viram no post passado - , parei pra pensar um pouco nas coisas boas que me aconteceram. Afinal, esse é o nosso objetivo: enxergar as coisas boas e não perder a mania de ter fé na vida. Aqui listo algumas coisas boas que me aconteceram, e quero saber as coisas boas de vocês nos comentários <3. Vamos lá?

1. Entrei em uma escola nova - Ok, esse foi um dos meus maiores problemas no ano passado? Foi sim. Mas o problema não estava na escola. Eu não soube lidar com as coisas novas. Mas a escola é ótima, uma ótima oportunidade de estudos, e é preciso sempre conhecer o novo, né?

2. Não me afastei de bons amigos - Como mudei de escola, achei que acabaria me afastando dos meus amigos do fundamental. Mas, gracas a Deus, isso não aconteceu. Nós saimos sempre que podemos, ainda temos nosso grupo no WhatsApp, e cada um seguiu seu caminho, né? Isso sem nos afastarmos. Afinal, a vida é feita de ciclos. O importante é saber lidar com eles. :)

3. Vivi coisas novas - Se tem uma coisa que eu não posso reclamar ano passado foram os aprendizados. Vivi muitas, muitas coisas novas, sou grata demais por isso. Afinal, a vida está ai pra ser vivida. 

4. Escrevi muitos textos - Se tem uma coisa que 2016 me rendeu foi texto. Tem coisa que só sai da gente por escrito, isso é verdade. Em 2016 me aconteceram tantas coisas que eu não conseguiria nem falar, eu escrevia. Escrevi tetos por muitas coisas. Muitos textos. Me dava um alivio sem tamanho, e vocês verão esses textos aqui, vou postá-los. <3

5. Escutei muitas músicas novas - Minha genteee, descobri tanta coisa nova esse ano! Tenho que fazer um post só com o que estou escutando atualmente. Descobri que gosto de muitas coisas diferentes, muitas mesmo. Coisa que nunca tinha escutado. 

6. Li coisas diferentes - Li clássicos que pensei que nunca conseguiria ler, li muitas poesias, li crônicas, e até autoajuda. Visitei um novo mundo de leitura e não me arrependo de nada do que li. Que esse ano venha muito mais! <3

7. Tive muitos aprendizados - Como já disse anteriormente, tive muitos aprendizados, Acho que é a melhor coisa que vou levar de 2016, depois das amizades. Com as coisas ruins, cada dia era um aprendizado. Cada dia deve ser uma evolução constate. Cresci muito ano passado, e continuarei crescendo. A vida é assim.

8. Conheci muitas pessoas incríveis - Melhor coisa que vou levar de 2016. Com a escola nova, vieram pessoas novas, Muitas pessoas feias por dentro, mas muitas maravilhosas e incríveis. Conheci pessoas inspiradoras, amigos como nunca imaginei que encontraria. Gratidão <3

9. Quebrei muitos tabus e problematizei muitas coisas - Eu definitivamente espalhei o feminismo por ai, haha. Onde tinha que falar sobre cultura do estupro, padrões socioculturais, sociedade patriarcal, machismo, sexismo, eu falei! Fizemos uma intervenção linda aqui na minha cidade sobre violência contra a mulher e talvez eu ainda compartilhe algumas fotos lá no instagram do blog (@melninasblog), e no pessoal já tem! (@melfalcaosoares). Esse ano espalharei muito mais por ai <3

10. Fiz o ENEM - Pô. é uma coisa boa, né? Haha. Eu pude conhecer a prova, fazer, ter a experiência, e ainda descobri uma coisa maravilhosa: Eu valho mais que 180 questões e aquela prova definitivamente não define se eu tenho capacidade de entrar em uma faculdade. Fazemos porque é necessário.

11. Estudei - Pode parecer uma coisa comum, mas fico feliz ao ver que em meio a um ano com tantos desafios, eu ainda consegui tirar proveito de muitas coisas. Descobri minha paixão pela disciplina de Literatura, e várias outras coisas! <3

12. Descobri quem são meus amigos verdadeiros - Afinal, é em meio a dificuldade que a gente os conhece. Descobri quem estava aqui penas para sugar minhas energias, descobri quem me fazia mal, e os afastei; Não sou obrigada a a manter pessoas tóxicas na minha vida. Na verdade, ninguém é :)

13. Comecei o curso - Minha escola é profissionalizante, então a gente faz um curso técnico lá. Foi assim que eu me apaixonei pela Aquicultura, tenho prazer demais nisso <3

14. Cai, e não me reconheci - Por mais que pareça que não, essa foi uma coisa boa. Se eu não tivesse caido na real e notado o quanto eu tinha me perdido, não estaria aqui, nesse momento, fazendo esse post. O mágico da vida está nisso: cair, mas sempre levantar.

15. Natal Solidário - Foi um evento maravilhoso de solidariedade o qual eu fi parte e também compartilhei várias fotos no meu instagram pessoal (@melfalcaosoares) :)

16. Decidi recomeçar - É isso. Foi no finzinho de 2016 que eu decidi recomeçar tudo. E aqui estou eu, fazendo isso. E estamos indo bem. Estamos sim. <3

É isso! Quando fui escrever isso foi que vi o tantão de coisa boa que vou levar de 2016. O que aconteceu de bom com vocês? Se identificaram com algo?

Post anterior: Recomeços
Próximo post: 17 coisas boas para 2017

ONDE ME ENCONTRAR

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Recomeços

Recomeço. Palavra que todo mundo escuta essa época do ano. Mas essa palavrinha tem significado verdadeiro para apenas algumas pessoas. Pra mim, teve. Recomeçar. Começo do recomeço. Esses termos tem ressoado na minha mente como sinos badalam na cidade na noite de natal. E isso aqui faz parte do meu recomeço. Esse espaço em branco que eu escrevo nesse momento faz parte do meu recomeço. Vocês fazem parte do meu recomeço. Esse momento, é sim, definitivamente, o começo do meu recomeço. E este é começo do post mais sincero que eu já escrevi.



Procurei no dicionário um significado definitivo para "Recomeçar", e aí vai: "começar de novo; retomar, após interrupção; começar a ser, a produzir-se novamente". Creio que o que mais se encaixa pra mim é: retomar, após interrupção; Produzir-se novamente. Foi isso que aconteceu: Fui interrompida. Por muitos meses, achei que estava me encontrando, mas estava me perdendo. Eu me deixei perder. Me deixei ser tirada. Me tirei de mim para que coubessem outras pessoas. Chegou um momento que não me reconheci mais.

Chega de entrelinhas agora, chega de metáforas. Isso foi o que aconteceu: eu me perdi. Esse post agora é como um desabafo e alívio pra mim, pois por muito tempo eu mesma não reconheci e não queria aceitar isso. Mas eu me perdi, perdi minha identidade, perdi minha essência para que coubesse a essência de outra pessoa. Perdi meu amor-próprio. Amei alguém muito mais do que dizia me amar. Por isso eu voltei: eu me perdi, mas meu blog continuou aqui, intacto.

É o que eu disse pra uma amiga esses dias quando decidi me reencontrar, recomeçar. Meu blog ficou do jeitinho que eu deixei. Com minha cara, com meus gostos, com mim mesma inserida nele. Então chegou a hora de eu me reencontrar, e, consequetemente, reencontrar meu blog. Vocês me viram afastada daqui durante meses, e eu me vi afastada do mundo. Passei por coisas que realmente me destruíram e isso foi devastador, causou um furacão aqui.

Mas enxerguei luz ao ver o recomeço. Ver que teria uma chance pra me achar. Ver que aquilo que eu pensava que estava me consumindo, eu poderia parar. Eu teria a chance de parar aquilo. E aqui estou eu: aproveitando essa linda oportunidade que a vida me deu, que Deus me deu. Vocês devem ter entendido do que eu estou falando.
 Não importa onde você parou ou em que momento da vida você cansou. Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo. É renovar as esperanças. Eu pergunto: sofreu muito nesse período? Foi a dor do aprendizado. Chorou muito? Foi a limpeza da alma. Ficou com raiva das pessoas? Foi para perdoá-las. Acreditou que tudo estava perdido? Era o início da tua melhora. - Carlos Drummond de Andrade.
É isso. Eu estou aqui. Dando outra chance a mim mesma. Renovando minhas esperanças. E, dessa vez, eu prometo: eu sou eu e ninguém mais me tirará de mim. Querem saber o que aconteceu pra todas essas coisas? Prepara pra bíblia ai, kkkkk.

 Vocês viram que no começo do ano eu entrei numa escola nova, em tempo integral, com curso técnico, né? Pois bem. Aquele lugar sugou minhas energias de uma forma que nada nunca tinha me deixado dessa forma antes. Eu não tinha mais vontade de nada. Não queria mais sair. Não queria mais escrever. Não queria mais ler. Não queria mais me divertir. Só levava tempo em chorar o dia inteiro. Todo dia.

E pra completar, eu conheci alguém que despertou cada pedaço de insegurança e fragilidade que eu nem sequer sabia que tinha. A mulher forte que eu vinha me tornando cada dia mais foi dando lugar a uma menina insegura, fraca, que chorava por tudo, frágil ao extremo. Eu amei alguém muito mais do que eu dizia me amar. Mas como poderia ser amor, se eu chorava mais do que sorria? A pessoa me sufocava conforme as palavras lhe rasgavam a garganta e via beleza naquilo. Eu comecei a ver também. Isso foi o que aconteceu: eu precisei tanto da pessoa que esqueci de me precisar, primeiramente.

Mas não vou falar mais disso agora, terão muitos textos sobre isso por aí.

Esse post é pra falar do meu recomeço, da minha nova oportunidade. Ainda não estou bem, nem como era antes. Na verdade, acho que nem 10% ainda. Mas estar aqui já é o começo, né? Só vou sossegar quando me encontrar. Eu gostaria de tentar ser eu mesma de novo, e estou procurando-a. Vai dar certo. Vou me encontrar. Vamos recomeçar. Juntos.

Obrigada por tudo. Eu não conseguiria sem vocês.

"Murcharam minhas pétalas e cortaram minhas flores, mas esqueceram que tenho raízes. Brotei de novo" Alyce Tâmara.

Post anterior: por amor, eu fui - texto cruel demais pra ser lido duas vezes
Próximo post: 16 coisas boas que aconteceram em 2016


Copyright © 2014 | Design e Código: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo